1961

- Renato Aragão forma-se em Direito na Faculdade de Direito do Ceará, na cidade de Fortaleza. Ao mesmo tempo se inscreve em um concurso da TV Ceará para trabalhar como realizador de programas e acaba se tornando ator da emissora.

1963

- Após o grande sucesso na TV Ceará, principalmente com o show humorístico "Vídeo Alegre", Renato Aragão muda para o Rio de Janeiro com a intenção de estudar direção de programas e transferir seu conhecimento para o Ceará. Mas logo é convidado a trabalhar na cidade e estreia no programa "A-E-I-O-Urca" da TV Tupi.

- Mauro Faccio Gonçalves, o Zacarias, recebe proposta de Wilton Franco para trabalhar na TV Excelsior do Rio de Janeiro.

1965

- Renato Aragão assiste a uma apresentação de Dedé Santana no programa "Maloca e Bonitão" da TV Tupi e o convida a trabalhar junto com ele.

- Mussum faz uma participação especial no humorístico "Bairro Feliz" (TV Globo).

1966

- Renato Aragão sai da TV Tupi do Rio de Janeiro e vai para a TV Excelsior (Canal 02 do Rio de Janeiro) apresentar um quadro no programa "A cidade se diverte", dirigido por Daniel Filho.

- Renato Aragão e Dedé Santana trabalham no programa "Didi & Dedé" da TV Excelsior.

- Nasce na TV Excelsior o grupo que seria o embrião dos Trapalhões: Adoráveis Trapalhões, com Renato Aragão, Wanderley Cardoso, Ivon Cury e Ted Boy Marino. Dedé Santana e Roberto Guilherme atuavam em alguns esquetes do programa.

- Renato Aragão e Dedé Santana realizam o primeiro filme juntos: Na onda do iê-iê-iê.


1968

- Chega ao fim o programa Adoráveis Trapalhões. Ao mesmo tempo, a TV Record contrata Renato Aragão, Dedé Santana e Roberto Guilherme como convidados do programa Praça da Alegria, com Manoel de Nóbrega.


1972

- Renato Aragão, Dedé Santana e Roberto Guilherme são chamados pelo diretor da TV Record, Paulo Machado de Carvalho, para estrelar um novo programa na emissora que teria o nome de Os Insociáveis.


1973

 

- Mussum decide, finalmente, integrar o programa Os Insociáveis, da TV Record. Em 1973, já era possível vê-lo ao lado de Renato Aragão e dos outros integrantes do programa: Dedé Santana e Roberto Guilherme.

1974

- Com o aumento da popularidade, o grupo decide trocar a TV Record pela TV Tupi. Na emissora dos Diários Associados, Renato Aragão faz uma mudança: retira o nome "insociáveis" que tanto lhe desagradava e opta por Os Trapalhões, nome que permaneceria até o fim do programa no Brasil em 1995.

1975

- Mauro Faccio Gonçalves, o Zacarias, integra o grupo Os Trapalhões na TV Tupi. Mauro já atuava em programas da TV Excelsior antes dos Trapalhões.

1976

- Os Trapalhões saem da TV Tupi no fim do ano e ingressam na TV Globo. Segundo Renato Aragão, a saída da TV Tupi tinha uma explicação plausível: "O programa [Os Trapalhões] era feito amadoristicamente. Não havia redatores suficientes, não havia câmeras suficientes e nem artistas para contracenar conosco. Tanto que o grupo foi aumentando em função disto. Assim mesmo era uma parada. Às vezes, eu tinha que esticar um quadro por vinte minutos. Porque os homens exigiam um programa longo para suprir as deficiências da emissora. Já na Globo o quadro mais longo tem 8 minutos." As dificuldades da TV Tupi culminariam com o fim da emissora em julho de 1980. José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, mais conhecido por Boni, o chefão da Globo nos anos 1980, revelou que o quarteto estava mal-aproveitado na Tupi (A emissora havia atrasado também o salário do grupo) e resolveu chamá-los para um almoço e de lá mesmo saíram contratados.

1977

  

Imagens de quadros do primeiro programa "Os Trapalhões" na TV Globo em 13 de março de 1977 

- Os Trapalhões são contratados pela TV Globo no final de 1976 e dois especiais foram produzidos e exibidos no ano seguinte: um em 07 de janeiro (Sexta-feira) e outro em 05 de fevereiro (Sábado). O quarteto estreou de vez na emissora em 13 de março (Domingo) antes do programa Fantástico.

- Renato Aragão funda a Renato Aragão Produções Artísticas que será responsável pela produção de boa parte dos filmes dos Trapalhões.

- O trio Didi, Dedé e Mussum roda o filme de maior bilheteria do grupo: O Trapalhão nas Minas do Rei Salomão.

 

PARTE II ->


Banner de divulgação (Tamanho 468x63)


© Copyright - Página feita no Brasil - Desde 15 de dezembro de 2008

Melhor visualização em telas de 1280x768