Os Trapalhões no Reino da Fantasia

 

OS TRAPALHÕES NO REINO DA FANTASIA (1985)

    

Renato Aragão, Dedé Santana, Antonio Carlos "Mussum", Mauro Gonçalves "Zacarias".



Atuação especial: Xuxa Meneghel (Como Irmã Maria).


Participações especiais: Maurício do Vale, Athaíde Arcoverde (Como Nico) e Beto Carrero.

 

Sinopse: Irmã Maria é informada que o Orfanato São Judas será fechado por falta de pagamento. Para impedir isso, ela tem a ideia de promover um show dos Trapalhões no teatro com a intenção de arrecadar o dinheiro que saldará a dívida.

Ficha técnica:

- Direção geral: Dedé Santana.

- Produção: Renato Aragão Produções.

- Co-produção: Maurício de Sousa Produções.

- Elenco: Renato Aragão, Dedé Santana, Antonio Carlos "Mussum", Mauro Gonçalves "Zacarias", Xuxa Meneghel, Maurício do Vale, Athaíde Arcoverde, Luís Viana, Antonio Duarte. Participação especial: Beto Carrero e José Vasconcelos (Voz do bruxo). Crianças: Duda Villaverde, Daniel Trindade, Luana Trindade, Aimée Santana, Carlos Henrique Correa, Celso Magno Filho.

- Argumento: Renato Aragão.

- Roteiro: Renato Aragão, Dedé Santana, Jorge Fernando, Paulo de Andrade, Márcio de Souza.

- Montagem: Jayme Justo.

- Técnico de som: José Tavares.

- Edição de som: Ney Fernandes.

- Cenografia: Mario Monteiro.

- Contra-regra e adereços: Ronaldo Costa.

- Figurino: Carlinhos Rangel.

- Maquiagem: Antonio Pacheco.

- Direção musical: Caxa Aragão.

- Coreografia e mise-en-scène: Luis Boronine.

- Direção de fotografia: José Tadeu Ribeiro.

- Direção de produção: Caique Martins Ferreira.

- Produção executiva: Paulo Aragão e Paulo Aragão Neto.

- Direção de estúdio de animação: Fumiomi Yabuki (Fuma).

- Música do desenho: Silvia Goés.

- Desenho animado criado e realizado por: Maurício de Sousa Produções.

- Duração: 80 min.

 

Público: 1 milhão e 728,7 mil espectadores*

(*Dados da Embrafilme S.A.).

 

Curiosidades:

- O filme tem uma das músicas de abertura mais nostálgicas. Por esse motivo é uma das mais lembradas pelos admiradores dos Trapalhões.

Assista abaixo ao vídeo da abertura do filme

- O merchandising também está presente neste filme. Em uma das cenas quando Didi persegue o grupo de deliquentes usando uma moto, a câmera dá um close no logotipo do posto de gasolina da Esso. Outro merchandising é o de Beto Carrero, muito mais visível no filme.


- As imagens do clipe da música "Pode ser legal" pertencem a filmes dos Trapalhões do período de 1973 até 1984. Já as cenas com imagens e fotografias em preto e branco foram utilizadas no filme/documentário O Mundo Mágico dos Trapalhões (1981).


- A banda Heavy Trap's, que aparece cantando junto com os Trapalhões a música "Hoje não é meu dia de sorte", é, na realidade, o grupo musical Xarada. Dentro e fora do filme a banda foi formada por Lenine (Sim, ele mesmo!), Caxa Aragão, Lula Queiroga, Duda Aragão e Fábio Girão.


Clique aqui e veja a imagem do álbum compacto "Mal necessário" (1985) do grupo Xarada


Os Trapalhões no Reino da Fantasia foi filmado na cidade de Blumenau, no estado de Santa Catarina - visível pelo Castelo da Moellmann que aparece no filme. Nos créditos finais aparecem agradecimentos ao Governo do Estado de Santa Catarina e à Prefeitura de Blumenau. 

- O filme traz 20 minutos de desenho animado criado por Mauricio de Sousa e sua produtora. Na ocasião, os Trapalhões tentam escapar de um bruxo que deseja tocar na mão de Didi. O filme posterior - Os Trapalhões no Rabo do Cometa (1986) - é quase em sua totalidade em desenho animado e os traços também são de autoria do criador da Turma da Mônica. A história é também a mesma com o bruxo querendo tocar na mão de Didi.


- A voz do bruxo é do ator José Vasconcelos, famoso pelo seu personagem gago Rui Barbosa Sá Silva da Escolinha do Professor Raimundo. Antes mesmo do filme, Vasconcelos já era famoso na gravação de canções e histórias para crianças.


- No início do filme, irmã Maria (Xuxa) e um garoto leem a uma revista dos Trapalhões. Não sei ainda qual o número dela, mas se trata da revista produzida pela Bloch. Na capa de trás dela há a propaganda do filme O incrível monstro Trapalhão (1980).



- Esta é a segunda aparição de Xuxa em um filme dos Trapalhões. Nessa época ainda apresentava o programa Clube da Criança na TV Manchete.


- Durante os créditos finais do filme aparecem imagens de Dedé Santana - com direito a megafone - atuando como diretor nos bastidores.



O ator e diretor Jorge Fernando foi um dos roteiristas do filme.

- Na parte do desenho animado, o bruxo tem no lugar da mão direita um corvo azul. Porém, em um determinado momento da cena em que o corvo decide voar por conta própria, a ave aparece agora na mão esquerda do bruxo.

- Pode não ter sido intencional, mas o momento em que Xuxa entra na carruagem pela janela revela uma sequência de cenas eróticas ao público (infantil?) com a loira mostrando sua calcinha e...seu bumbum super arrebitado! Impossível não lembrar, com essas cenas, do seu filme Amor estranho amor (1982), onde a loirinha atuou em cenas eróticas com Marcelo Ribeiro, na época da filmagem um garoto de apenas 12 anos.


Banner de divulgação (Tamanho 468x63)


© Copyright - Página feita no Brasil - Desde 15 de dezembro de 2008

Melhor visualização em telas de 1280x768